Extinção de insetos - 1940




PREPARADOS CONTRA AS MOSCAS


Papeis com cola:
Estes papeis obtêm-se por aplicação de cola especial, preparada, em papel pergaminho ou papel de alumem. 
A cola é preparada da seguinte maneira: 

1 — 55 partes de colofônio 
   — 35 partes de óleo de linhaça
   — 10 partes de mel. A cola é aplicada ao papel, em estado líquido. Para matar rapidamente os insetos, pode ser adicionado ao mel uma cocção forte de pimenta ou de tártaro emético.

2. — 50 partes de colofônio
    — 34 partes de óleo de rícino 
    — 16 partes de glicerina.

3. —745 grs. de resina de pinho depurada 
    — 245 grs. de óleo de linhaça 
    — 10 grs. de ceresina amarela são derretidas juntas e de­pois filtradas.


Outros preparados contra as moscas:


1. O formaldeído é um veneno excelente contra as moscas. 
Uma mistura de 3 partes de solução de formaldeído — 4 partes de leite (ou glicerina) e 13 partes de água é deitada em pratos rasos. Esta mistura não deve estar nos dormitórios durante a noite.
        
2. Para estábulos: Aplique-se nas paredes 2 ou 3 vezes uma mistura de leite de cal e alumem (1 kg- de alumem por 50 a 70 litros de leite de cal).
        
3. Idem: Aplique-se uma mistura de leite de cal e cresol (1 li­tro de cresol por 50 a 70 litros de leite de cal).

Extinção de pulgas.


        O chão deve ser lavado com a seguinte mistura: 3 partes de absinto fresco (erva) e 1 parte de absinto seco são cozidas em um caldo, no qual se dissolve bastante sabão. Muito eficaz é tam­bém um extrato do absinto.


PREPARADOS CONTRA ROEDORES (VERMES) DE MADEIRA, FORMIGAS, ETC.


     Recomenda-se para a proteção da madeira uma impregnação da mesma com fluoreto de zinco ou cloreto de mercúrio.

Meios contra roedores de madeira:

1. Ferve-se 1 parte de sal comum 
        — 1 parte de pimenta 
        — 1 parte de semente de mostarda 
        — 1 parte de alho e 1 parte de folhas de absinto em 2 a 3 litros de espírito de vinagre, e aplica-se duas mãos deste líquido sobre a madeira.
        
2. 860 partes de óleo de linhaça  — 40 partes de creosoto.
        
3. 100 partes de bórax e 50 partes de soda cáustica são mis­turadas, sob revolução contínua, com 1000 partes de água e 500 partes de goma-laca.   Depois da dissolução adiciona-se ainda 200 partes de ácido fênico de 95%; o produto é aplicado em estado morno.

4. Óleo de creosoto.

5. 8 partes de naftalina — 92 partes de benzina.

6. Aldeído fórmico de 40%.

7. 1 gr. de sublimado de enxofre em 200 grs. de água.

Preparados contra piolhos:


        1. Contra piolhos de roupa: 5 grs. de mentol são misturadas, pouco a pouco, com 140 grs. de talco; depois 
disso adiciona-se 50 grs. de amido, e finalmente 300 grs. de naftalina, que foi passada por uma peneira muito fina. Em toda esta quantidade distribue-se 5 grs. de óleo de eucalipto.
        
2. Contra piolho de cabeça e outros: pomada mercurial de 5%, misturada com 5 grs. de óleo de bergamota ou eucalipto.
        
3. Contra a postura de ovos na roupa: solução de cresol e sabão.
        
4. 10 partes de tricresol — 10 partes de talco — 10 partes de magnésia calcinada — 10 partes de argila branca são misturadas e adiciona-se óleo de saçafrás a toda a mistura.
        
5. Uma mistura de óleo de funchos com talco.
        
6. 15 partes de óleo de bergamota — 85 partes de álcool.
        
7. 25 partes de tintura de cálamo — 15 partes de óleo de ber­gamota — 60 partes de álcool.

Preparados contra roeduras de traças:


1. 10 gr. de essência de patchuli 
— 9 grs. de essência de mirbana 
— 50 grs. de naftalina 
— 20 grs. de ácido fênico cristalizado 
— 20 grs. de cânfora 
— 50 grs. de essência de terebentina, retificada 
— 850 grs. de álcool de 90%.
Misture-se, deixe-se a mistura em repouso durante alguns dias, e filtre-se depois.

2. 100 grs. de pimenta 
— 900 grs. de álcool de 90% 
— 50 grs. de essência de terebentina 
— 40 grs. de naftalina 
— 10 grs. de cân­fora 
— 10 grs. de essência de cravo.
Macera-se a pimenta durante 8 dias, à temperatura ordinária, no álcool e na essência de terebentina, e espreme-se; dissolve-se no líquido as demais substâncias, deixa-se dois dias em repouso, e filtra-se.

3. 10 grs. de folhas de patchuli 
— 20 grs. de folhas de rosma­ninho 
— 20 grs. de folhas de tomilho 
— 20 grs. de folhas de salva 
— 20 grs. de naftalina 
— 2 grs. de essência de mirbana 
— 5 grs de essência de terebentina 
— 50 grs. de álcool de 90%.
      Despedaça-se as folhas e mistura-se as mesmas; as demais subs­tâncias são dissolvidas, a quente, no álcool,  depois rocia-se as ervas com esta solução.

Pó contra traças:


—10 grs. de pimenta moída M/30 
— 40 grs. de naftalina pulveri­zada 
— 50 grs. de pelitre pulverizado.
Roeduras de traças no couro:

— 300 grs. de naftalina 
— 400 grs. de essência de terebentina 
— 200 grs. de querosene 
— 100 grs. de ácido fênico industrial.
 Dissolve-se 200 partes de naftalina na essência e no querosene, e adiciona-se a solução o resto da naftalina e o ácido.

Pastilhas de naftalina canforada:


75 grs. de naftalina — 25 grs. de cânfora _ 5 grs. de essência de amêndoa amarga — 5 grs. de cumarina.
Derrete-se a naftalina e a cânfora com a devida precaução num banho-Maria, adiciona-se à mistura ainda 
quente e líquida a essên­cia e a cumarina, depois do que a massa pode ser vertida em pe­quenos moldes 
adequados de folha.

Preparado para a extinção de ratos.


500 grs. de cila fresca são trituradas numa máquina de moer carne, preparando-se depois uma pasta espessa junto com 2 a 2,5 kgs. de farinha de centeio e uma mistura de partes iguais de gli­cerina e água. 
A pasta assim preparada é cortada em pequenos pedaços. Estes pedaços são ligeiramente tostados com toucinho, e depois de esfriados esparge-se nos mesmos o seguinte pó:
— 500 grs. de farinha de trigo
— 80 a 100 grs. de queijo velho, decomposto 
— 3 grs. de óleo de anis 
— 2 grs. de óleo de madeira de rosa (pau de rosa).

Preparado para a extinção de baratas.


40 grs. de açúcar refinado — 40 grs. de colofônio — 30 grs. de bórax (tudo bem triturado) são misturados e conservados em latas de folha. Para o uso, põe-se o pó sobre papel nos lugares mais frequentados. Os insetos geralmente desaparecerão já depois de 2 ou 3 vezes de aplicação. 
Depois da terceira aplicação, passa-se amônia líquida em todos os lugares onde os insetos são escondidos, e lava-se no dia seguinte com água e sabão e carbonato de sódio, ou soda cáustica muito diluída.

Preparado para a extinção de percevejos.


 1. Como meio simples, barato e eficaz contra os percevejos recomenda-se o amoníaco. Num quarto com percevejos, põe-se em vários lugares tigelas de porcelana cheias de amônia líquida, e mantem-se o quarto fechado durante alguns dias. Depois deste tempo, abre-se primeiramente as janelas e as portas para que possa entrar o ar fresco. Os percevejos existentes no quarto serão eliminados com segurança.

2. 200 grs. de benzol — 50 grs. de naftalina — 750 grs. de álcool desnaturado de 95%. 


Inseticida para uso geral:


1000 litros de querosene refinado 
— 100 litros de essência de terebentina (aguarás) 
— 1000 cms.³  de acetato de amila 
— 2 grs. de pardo Bismarck solúvel em corpos graxos.


DESINFETANTES


Por  desinfeção,  no  sentido  estrito  da  palavra,  compreende-se  a extinção   dos   focos   contagiosos   existentes   nos   objetos,   enquanto uma desadoração compreende somente o processo pelo qual se tira 
de certos corpos o seu cheiro desagradável. O efeito da desinfeção é perfeito quando forem destruídos todos os germens, que geralmente possuem uma resistência extraordinária.

Como desinfetantes de primeira ordem considerara-se o bromo, o cloro, o iodo, o sublimado. O sabão de potassa é um desinfetante bom. Também devem ser mencionados o ácido fênico e alguns outros fenois, e os cresois, muito usados.


Ácido sulfocarbólico cru:


300 grs. de ácido fênico impuro de 23% — 150 grs. de ácido sulfúrico comum de 1,830 — 550 grs. de água.
Ponha-se o ácido fênico num recipiente de louça, mergulhado em água fria, adicione-se muito devagar, em jorro fino e sob revolução contínua, o ácido sulfurico, dilua-se a mistura na água com a devida precaução, e continue-se a refrigeração. E' essencial evitar qualquer aumento da temperatura.
O ácido ortofenolsulfônico em bruto é um desinfetante eficaz e barato para muitos fins.


Sabão desinfetante:


75 grs. de  sabão de estearina pulverizado  M/50  — 25' grs.  de ácido fênico cristalizado.
Mistura-se num almofariz ligeiramente aquecido, e forma-se pastilhas, sob pressão. Este sabão é muito apropriado para a lavagem das mãos para médicos, produz muita espuma e se dissolve muito facilmente.

Mistura desinfetante para hospitais:

500 grs. de sulfato de zinco comercial — 10 grs. de ácido sulfúrico comum — 1 gr. de nitrobenzol.


Pasta desinfetante:


100 grs. de cal extinta, seca — 15 grs. de protocloreto de magnésio — 15 grs. de alcatrão de hulha.
Dissolve-se a cal e o protocloreto numa quantidade suficiente de água quente, e adiciona-se depois o alcatrão.

Pó desinfetantes:


1.    2 kgs. de ácido carbólico em bruto — 3 kgs. de cal extinta
—  5 kgs. de turfa.
—  Mistura-se o ácido com a  cal, deixa-se em repouso durante 12 horas e adiciona-se a turfa.
A turfa tem o objetivo duplo de absorver os líquidos e de fazer desaparecer o cheiro desagradável.

2.    2 kgs. de ácido ortofenolsulfônico 
— 4 kgs. de gesso moído
— 4 kgs. de turfa.
Mistura-se. Para preparar grandes quantidades, a mistura é realizada mediante pás. Esta mistura é apropriada para desinfetar fossas.

3.   — 2  kgs. de ácido carbólico em bruto 
— 3  kgs. de cinzas de linhito peneiradas 
— 5  kgs. de turfa.
Os sulfatos de alumínio e ferro, contidos nas cinzas do linhito, atuam como desodorantes, apoiando a ação da turfa.

4. Mistura-se 300 grs. de sulfato de cobre — 300 grs. de cal extinta, seca — 400 grs. de turfa.


Soluções desinfetantes:


1. 15 grs. de sabão de potassa 
—  15 grs. de lixívia de potassa de peso específico
—  1,139 — 10 litros de água potável.

2. 15. grs. de sabão de potassa 
— 15 grs. de lixívia de potassa de peso específico 1,139 
— 20 grs. de ácido fênico cristalizado 
— 10 litros de água potável.
Como o sabão de potassa oficinal contém pouco álcali livre, e é exatamente este a que deve ser atribuída a maior parte da eficiência das soluções, adiciona-se às fórmulas 1. e 2. uma quantidade suficiente de lixívia.
Ambas as soluções são, simultaneamente, desodorantes e desinfetantes.

3.    50 grs. de ácido fênico cristalizado — 950 grs. de água.

4.    50 grs. de ácido ortofenolsulfônico comercial. Esta solução serve para desinfetar mictórios, etc.


6 comentários:

  1. Existe algum preparado voltado para combater aranhas, especialmente a Aranha Marrom e a Armadeira de Jardim que, nos meu caso, ambas resolveram trocar o jardim pelo habitáculo da minha casa ou mato as aranhas ou tomo veneno!!!!

    ResponderExcluir
  2. Procure informação sobre um produto de nome DDVP 500. É um Inseticida de uso profissional, indicado para o controle de pragas; baratas, moscas, pulgas, formigas, aranhas, etc.. para uso em residências, escolas, instalações rurais, etc. Acredito que vai resolver seu problema

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. esse Inseticida serve para cupins

      Excluir
  3. Atualmente é difícil conseguir os componentes. Não vendem salitre porque dá para fazer pólvora, não vendem isso e aquilo porque dá para fazer explosivo , não vendem álcool concentrado porque ..... e assim vai . No final é mais fácil comprar produtos industrializados. É uma pena. Eu fazia sabão e sabonete de alcatrão , hoje não há mais ...

    ]

    ResponderExcluir
  4. Em referencia ao comentário, existe a possibilidade de qualquer cidadão, pessoa física, adquirir uma gama muito grande de produtos controlados, desde que seja em pequenas quantidades. Por exemplo no caso do permanganato de potássio, anidrido acético, cloreto de acetila, etilamina e butilamina, acetona etc.- que estão sujeitos ao controle de fiscalização pode ser adquirido uma quantidade minima mês de um litro ou quilo apenas apresentando o CPF. Certos produtos contem um grau muito maior de controle, onde sua aquisição acima de dez gramas necessita de autorização e cadastro especial da policia federal, enquanto outros são permitidos apenas para fins industriais. Os produtos que utilizo, como hobby, consigo adquiri-los em pequenas quantidades, sem maiores problemas em revendas de produtos químicos, tais como a Quimesp em guarulhos, que trabalha com embalagens fracionadas.

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pelo blog ����
    Existe algum preparo para combater um bichinho chamado corrodencio?
    E para o mofo o que posso usar?

    Muito obrigada

    ResponderExcluir